domingo, 5 de março de 2006

Estive com um pezinho no cinema

Nesta altura de Oscares, achei por bem ir ver um filmezito ao cinema. Como era Sábado resolvi vestir uma roupita melhor do que a que uso no dia-a-dia no meio das ovelhas. Estava a um passinho de comprar o bilhete, quando o telefone toca. Era a Rita Catita, a pedir ajuda para ir resolver um prolapso uterino numa vaca. Cinema teria de ficar para outro dia.
Ao chegar deparamo-nos com um novilha acabada de parir há uma hora e com o utero de fora. O vitelito recém-nascido tinha sido tirado para fora com a ajuda dos trabalhadores da quinta. Aparentemente tiraram mais do que estavam à espera...
A dupla Catita-Figueiredo recorrendo a uma das melhores artes do povo Português -DESENRASCANÇO - e após muito esforço de empurra aqui e ajeita ali, lá resoveu a situação com sucesso.

Depois foi dar uns pontinhos e deixar a natureza seguir o seu curso. A história acabou em bem com a novilha a lamber o vitelito.
Toda e qualquer esperança de ter um ar mais apresentável ao fim de semana foi por água abaixo quando retirei a capa com que tinha estado a trabalhar. Dizer que parecia um talhante é pouco.
Regresso a casa para o segundo banho do dia.
Para comemorar a dupla imbatível e suas acompanhates foi jantar fora e beber um copo ao som do Danny Boy e de outros sons irlandêses.

4 Comments:

Blogger sara said...

Ai que orgulho!

10:08 da tarde  
Blogger pipo said...

Pois é doc a vida é assim.....e quem esta ao "serviço" dos animais, tem de estar preparado para estes imprevistos.....
Se te deixa animado ja me aconteceu pior....tirara um tronco a um animal morto a uma semana.....

10:35 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Miguel e a Catita (Venha a banda, toque o hino!) Lá trataram da vaquita E do prolapso uterino! Que tarde de maravilha Teve esta "dupla imbatível"... Lá salvaram uma novilha Até nos parece incrível!Foi uma tarde esgotante (Vê-se p´la fotografia) Mas que valeu bem a pena! Tu pareces um talhante A linda Rita sorria E lá se foi o cinema!

11:46 da manhã  
Anonymous Rita Catita said...

E como não há bela sem se não... ligaram-me porque o vitelo não mamava e mal se levantava. pus-me a caminho. quando estava a chegar liga-me uma das esposas (consta que a peça mantém duas famílias) do criador que percebe tanto de vacas como eu de pistons, a dizer:
- doutora, não venha que o vitelo já morreu
pronto, só me restou confiar na certidão de óbito emitida pela senhora (uma das) sua(s) esposa(s).
no dia seguinte liga o criador:
- ai doutora, isto há coisas... nem sei como lhe dizer. o vitelo estava vivo. a mulher viu mal...
bem, só me apeteceu fazer sei lá o quê. desta vez foi lá o colega zé correia porque a minha super carrinha peugeot partner, não faz juz ao nome e lá me deixou agarrada mais uma vez, demonstrando ser uma péssima partner. mas esta revolta deve-se ao facto da maneira como naquela casa se tratam os animais. o que aquele bicho precisava era de leite pelas guelas abaixo só que ordenhar vacas dá muito trabalho... quanto mais conheço os homens mais gosto dos animais.

11:29 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home