sexta-feira, 9 de junho de 2006

Cá estou...

Um ano mais velho, mas ainda tenho cartão jovem (tirado uns dias antes de completar os 26). Ao contrário de outros vou poder ver o cinema a preços ligeiramente mais baixos que os preços de ladrão praticados.
A vida de função pública tem coisas "um pouco" aberrantes. No meu piso há uma senhora que por certo tem algum tipo de problema... Isto foi bem notório quando ela apareceu certo dia com uma sandália num pé e um sapato diferente no outro. Ao que parece esta senhora passa o dia à frente do computador, por vezes estando este desligado, olhando para o infinito do ecrã sem produzir um grama de trabalho. No outro dia tudo foi diferente, a senhora resolveu trabalhar. Diz quem viu que começou a teclar lentamente, bem devagarinho, sem grandes pressas. No fim do dia foi imprimir uma folha do que tinha estado a escrever. Uma bela folha A4 repleta de 123456789.
Simplesmente brilhante, possivelmente descobriu alguma alternativa ao monótono código binário que é só composto por 1 e 0.
Verdade seja dita que a senhora entra e sai sempre a horas cumprindo o seu horário em pleno, mas que no outro dia a vi a dormir na secretária, lá isso vi.
Eu por outro lado ontem levantei-me às 6h30 para estar às 7h45 no local de trabalho, pois tinha de ir a uma reunião em Coimbra.
Claro que a senhora como é efectiva já não tem de provar nada a ninguém, se é que alguma vez chegou a provar seja o que for para além do facto de ser da familia de alguém influente...

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Pois é....vida de funcionario público custa.... e muito, principalmente para medir a quantidade de trabalho....

O Santo e Peça

7:47 da tarde  
Blogger Carlitos! said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

8:23 da manhã  
Blogger Carlitos! said...

"No teu piso há uma senhora que (...) passa o dia (...) sem produzir um grama de trabalho."

Estás enganado. Como ainda estás "verde" na DGV, posso-te garantir que, no teu piso, há certamente mais do que uma senhora que não faz a ponta d'um corno. E na DGV há, pelo menos, pisos.

8:23 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home